Entrevista: Isaque Kirschner

November 20, 2014 in Kirschner

kirshner

Depois da entrevista ao Álvaro (O Editorial), publicamos agora uma outra que fizémos ao Isaque, pai e mãe da Kirshner Brasil, uma das últimas marcas que apresentámos este ano.

Gostámos muito do que lemos e ficámos a gostar ainda mais da marca. Fizemos perguntas sobre a marca, motivações e inspirações e também sobre a sua experiência a pedal no Brasil. As respostas foram tão encadeadas umas nas outras, que o texto dispensa as perguntas.

Sou brasileiro, empreendedor, casado e tenho um filho de um ano e três meses. Desde pequeno pedalo, sem grandes ambições além de me desafiar, pela pura diversão. Sou inspirado por pessoas que tem foco e atenção a detalhes, que pensam diferente como Dieter Rams, meu pai e meus colegas designers. Sou fascinado por novidades.

Durante alguns anos morei no Reino Unido na região de Londres e em Nova Iorque. 

Agora prefiro morar em lugares quietos aonde posso trabalhar, estudar e pedalar num meio calmo e com a beleza da natureza.

Moro atualmente na cidade de origem Alemã chamado São Bento do Sul, em Santa Catarina, localizada no alto da Serra Dona Francisca, perfeito para pedalar.

A ideia da Kirschner surgiu da frustração que tinha com os kits oferecidos no Brasil. Queria ir contra a falta de estilo e qualidade e criar uma marca que oferecesse um produto técnico com a estética que eu gostasse – um produto que combinasse qualidade, funcionalidade e design produzido com cuidado.

Nossa paixão e determinação foi a de criar uma marca que incentivasse e inspirasse as pessoas a pedalarem com uma marca que as entendesse.

Uma marca distinta e autêntica que fosse inspirada pelo ciclismo clássico e as montanhas de nossa região. Os valores da marca são orientados pela determinação de melhorarmos nossa vida e nossos produtos, companheirismo, respeito a natureza, ciclismo das lendas europeias.

O ciclismo no Brasil está em seu inicio, mas crescendo muito, principalmente o mountain bike. As estradas não são boas para o ciclismo de estrada, por isso ciclistas precisam conhecer a região e a estrada antes de se aventurar a um pedal longo. Mas na região Sul do Brasil temos muitas estradas menores que são lindas, como na região de Curitiba, Florianópolis, Joinville, Campos do Jordão, Atibaia, Gramado entre outras. Outro aspecto são os motoristas que ainda não respeitam muito os ciclistas de estrada como na Europa, por isso cuidado é importante. Isso muda quando pedalando de MTB nas estradas de terra, é mais fácil com pouco movimento e as estradas são lindas também.

Como exploramos muito das belas estradas do Brasil como a épica Serra do Rastro e a difícil Serra Dna. Francisca, o que nos falta é conhecer as lendárias montanhas do Giro e do Tour, são elas que vemos pela televisão e as antigas batalhas para conquistar as etapas como L’Alpe d’Huez, Mont Ventoux, Dolomites. Também gostaria de pedalar na Patagonia, belos lagos e montanhas são o cenário perfeito para pedalar.

O Editorial x Velo Culture + Jameson

November 20, 2014 in Eventos, Festa

festa (1 of 1)

Pessoas amigas, save the date. No dia 29 de Novembro (Sábado) vamos ter festa rija para comemorar duas coisas:

  • A nossa colaboração com o Editorial – uma excelente oportunidade para conhecer estas belezas ao vivo
  • A nossa loja nova no Mercado de Matosinhos (é a mesma mas parece nova)

A festa vai ser amenizada pela Jameson. Vamos ter cá um bar e os super-poderes do Pedro Segurado, que vai estar aos comandos da nave espacial irlandesa.

Para além da festa, vai haver uma corrida Alley Cat – ‘alicate’, para os mais amatosinhados – com direito a prémios e tudo.

Programa:

  • 16h00 – abertura das hostilidades
  • 18h00 – corrida alicate
  • 19h30 – entrega dos prémios

Para a alicate convém a malta inscrever-se enviando um email para info@velocultureporto.com. Para a festa é só aparecer.

Tudo o que querias saber sobre o Carrera Foldable Helmet

November 19, 2014 in Carrera

Sidney

November 19, 2014 in Loja

sidney (1 of 1)

Hoje foi o primeiro dia de captação de imagens para o documentário que o Sidney está a fazer e que terá como um dos pontos centrais aqui a vossa loja de bicicletas preferida.

O filme vai ser naturalmente dedicado às bicicletas e estamos mesmo muito contentes com tudo isto.

O plano é apresentar o filme logo no início do ano. Vamos dando novidades à medida que as coisas forem acontecendo.

Oportunidades dos Duendes: bicicleta de demonstração

November 18, 2014 in Usadas espectaculares

 

li

Temos na Megastore dos Anjos esta bomboca nova a muito bom preço:

  • Quadro tamanho 53
  • Cubo traseiro Sturmey Archer S2 Kick Shift (duas mudanças accionadas no pedal)
  • Aros de parede dupla Rigida Chrina com raios inox e pneus Schwalbe Lugano
  • Pedaleira Mighty Pista, eixo selado Sunrace e corrente Taya
  • Travões e manetes Dia compe
  • Avanço Satori e Guiador Zoom
  • Selim Replica Turbo

O pato são 345,00€

Altis

November 18, 2014 in Altis, Restauros e conversões

ALTIS (1 of 1)

Esta Altis é a primeira bicicleta a sair da oficina do MMM após três semanas com a loja fechada. Foi por isso com vontade redobrada que o Homem da Bata Verde meteu mãos à obra.

A lista de supermercado foi a seguinte:

  • Pintura
  • Manetes de travão Velo Orange City e punhos de cortiça Velo Orange
  • Espirais castanhas Velo Orange
  • Pneus Schwalbe Lugano

Hoje em stock

November 18, 2014 in Loja

bone shaker (1 of 1)

A Bone-shaker #15.

Estamos de volta

November 17, 2014 in Matosinhos

loja (1 of 1)

Pessoal mais distraído, a Megastore do MMM está finalmente aberta depois das últimas semanas em obras de ampliação e do sempre difícil processo de contar os peixinhos dos aquários.

No dia 29 vai haver farra das antigas. Mais cedo ou mais tarde vamos dar os detalhes.

Sr. Teixeira

November 11, 2014 in Brooks, Pelago, Velo Orange

pelago bristol (1 of 1)

O Sr. Teixeira veio buscar a sua nova Pelago Bristol, bichinha que veio substituir uma série de charutos que o nosso amigo usava para as suas deslocações do dia-a-dia.

A bicicleta teve uma petite personalização: um selim Brooks Cambium e um protege corrente da Velo Orange.

Uma hora depois do Sr. Teixeira sair da loja, recebemos o seguinte SMS: “Só tenho uma palavra para vocês: CONFORTO”.

Pashley Speed 5

November 11, 2014 in Pashley

pashley speed 5 (1 of 5)

A Speed 5 é o tributo prestado pela britânica Pashley aos dias gloriosos do “gentlemanly british cycle racing”, uma era em que os ciclistas se mobilizavam em torno do objectivo de quebrar recordes, tendo como única recompensa a satisfação do seu cumprimento.

O “british racing green”, os pormenores dourados e a placa com o número “5” são uma homenagem às máquinas desses tempos. O quadro foi desenhado para permitir uma posição mais agressiva e desportiva, apesar do seu aspecto ultra-clássico.

Casa Speed 5 é feita à mão em Inglaterra, sendo o quadro construído com os lendários tubos Reynolds 531. As rodas são construídas com aros Westwood pretos com um friso dourado e pneus Schwalbe Delta Cruiser. A bicicleta vem equipada com travões de cubo Sturmey Archer e com um cubo de cinco velocidades da mesma marca. São ainda de destacar mimos como o pedaleiro Sugino, o avanço Nitto Technomic e o selim Brooks Swift.